Cirurgia Oral

Cirurgia Oral

Diagnóstico e tratamento cirúrgico de doenças


Extracções de dentes inclusos
Os dentes inclusos são todos os que não passam pelo processo de erupção da gengiva, ou seja, todos os que não nascem. Isso pode ocorrer por diversos motivos, como por exemplo: obstáculos mecânicos, patologias, má posição do dente, falta de espaço na arcada, e doenças sistêmicas.

Os sisos são os dentes mais comuns de permanecerem inclusos. Isto acontece porque eles são os últimos dentes a nascer e muitas vezes não há mais espaço para eles. No entanto, qualquer dente pode ter a sua erupção (“nascimento”) afetada, sendo que o canino superior ocupa o segundo lugar no ranking dos dentes mais afetados por este problema, perdendo apenas para os terceiros molares.

Tratamento de infeções


O Abscesso dental é uma lesão comum, causada por uma determinada infeção. Se não for tratado a tempo, pode agravar e tornar-se muito incómodo para o paciente, na medida que além de sentir dor, acaba por afetar também a mastigação e aumentar a sensibilidade ao calor e ao frio.

Se o abscesso estiver localizado dentro de um dos dentes, o tratamento de canal (consiste na retirada da polpa do dente) é geralmente o procedimento recomendado.

Previna-se de possíveis lesões, cuide da sua higiene oral e esteja atento aos sintomas.

Tratamento de infeções

Remoção de patologias


Os quistos e tumores orais constituem um amplo grupo de lesões que devem ser identificadas e tratadas para que haja uma prevenção de danos funcionais e estéticos no organismo. Estes quistos e tumores podem surgir durante o desenvolvimento de órgãos, a partir de irregularidades e anomalias dos tecidos ou então já estarem presentes desde o nascimento.

No caso de ser identificada uma lesão deste género, orientamos os nossos pacientes sobre as etapas necessárias para um diagnóstico concreto, sendo necessária uma identificação da patologia.

Remoção de patologias

Biópsia


A biópsia é um procedimento simples, realizado de forma regular no consultório odontológico. Consiste na remoção de uma amostra de células e/ou tecidos de um organismo vivo. Após a remoção do material que é devidamente identificado, é imediatamente enviado para um laboratório de Patologia Oral, onde será processado e analisado microscopicamente.

Depois desses procedimentos, o Patologista emitirá um relatório, permitindo-lhe chegar a um diagnóstico preciso e confiável de forma a definir qual o tratamento adequado para o paciente.



Biópsia

Deformações


A Cirurgia Oral atua também ao nível das deformações dentofaciais, nomeadamente através da cirurgia Ortognática. Realizada em conjunto com o tratamento ortodôntico, esta intervenção cirúrgica tem como objetivo estabelecer a correta relação entre os maxilares, sobretudo nos casos de prognatismo e retrognatismo, caracterizados respetivamente pelo avanço ou recuo da mandíbula.

Durante a intervenção, realizada sempre com anestesia para impedir qualquer desconforto, são realizados cortes no osso que permitem o seu reposicionamento.

Deformações
Marque já a sua avaliação oral sem custos